7 provérbios portugueses a memorizar

provérbios portugueses

Se quer falar português como um nativo, tem de conhecer alguns provérbios portugueses! Tal como as expressões idiomáticas, às quais já dedicámos um artigo, os provérbios portugueses são uma importante expressão da cultura.

Mas, o que é um provérbio? Um provérbio é uma frase curta, de origem popular, que exprime uma máxima de vida ou um conhecimento do senso comum. Em geral, o provérbio tem uma função pedagógica, transmitindo a sabedoria popular.

A lista de provérbios portugueses é infinita! Neste artigo, simplificamos a tarefa e apresentamos apenas 7 provérbios portugueses a memorizar.

7 provérbios portugueses a memorizar

1 – “Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.”

provérbios portugueses

Este provérbio ensina-nos que a persistência nos ajuda a alcançar os nossos objetivos. Assim como a água consegue furar a pedra, ao fim de algum tempo de contacto, também nós conseguimos alcançar os nossos objetivos, graças à nossa dedicação e a um trabalho constante. Mesmo que esses objetivos pareçam difíceis de atingir!

2 – “Amigos, amigos, negócios à parte.”

provérbios portugueses

Os valores da amizade são fundamentais e devem ser respeitados. Mas… será que a amizade dá direito a um tratamento especial em todas as situações? Não!
Segundo este provérbio, a amizade deve ser respeitada, mas é necessário separá-la dos negócios. Num sentido mais amplo, este provérbio diz-nos que, em algumas situações (por exemplo, profissionais), devemos ser imparciais e não beneficiar os nossos amigos.

3 – “As paredes têm ouvidos.”

provérbios portugueses

Já imaginou como seria se as paredes tivessem ouvidos e pudessem ouvir tudo o que diz? Provavelmente, evitaria dizer algumas coisas em que pensa.
Este provérbio ensina-nos que devemos ter cuidado com o que dizemos porque, sem sabermos, alguém pode ouvir-nos e ficar descontente.

4 – “A cavalo dado não se olha o dente.”

provérbios portugueses

Este provérbio significa que devemos ser gratos pelas ofertas que recebemos e não apontar defeitos ou imperfeições, mesmo quando não são do nosso agrado.
Este provérbio tem origem no negócio de venda de cavalos. Nesse negócio, os compradores procuram cavalos mais jovens e, a partir da dentição do cavalo, é possível saber a sua idade.

5 – “Boda molhada, boda abençoada.”

provérbios portugueses

Se esta a organizar a sua boda ou casamento, deve consultar as previsões meteorológicas e escolher um dia de chuva! Sim, isso mesmo! Segundo a sabedoria popular, chuva no dia do casamento é um sinal de sorte.

6 – “Cada macaco no seu galho.”

Cada macaco deve ocupar o seu galho, assim como cada pessoa deve ocupar-se das atividades que são da sua responsabilidade ou competência. Este provérbio diz-nos que cada um de nós deve respeitar o lugar do outro (posição hierárquica, competências, tarefas da sua responsabilidade…) sem intromissões.

7 – “Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és.”

Em geral, nós estamos rodeados de pessoas com as quais partilhamos valores, interesses, qualidades, visões de vida. Ou seja, as pessoas com quem nos relacionamos são, de alguma forma, parecidas connosco.
Assim, o provérbio “Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és” significa que é possível adivinhar as características de um indivíduo, a partir da observação das pessoas com quem se relaciona.

Estes são apenas alguns dos provérbios portugueses que deve memorizar para falar português de forma cada vez mais fluente. Quer continuar a receber dicas de português, curiosidades culturais e materiais exclusivos? Subscreva a nossa newsletter!