Como colocar corretamente os pronomes clíticos numa frase?

No último artigo do blogue, apresentámos um conjunto de atividades para descobrir os usos dos pronomes clíticos de complemento direto. Apesar disso, uma das questões mais problemáticas para os alunos de português ficou por responder: como colocar corretamente os pronomes clíticos numa frase?
Esta é uma dúvida recorrente entre quem aprende português europeu e, para resolver este problema, apresentamos as três posições em que pode colocar os pronomes clíticos de complemento direto nesta variedade de português. Além disso, propomos alguns exercícios de consolidação de conhecimentos.

1 – Depois do verbo (ênclise)

Em português europeu, a posição sintática mais natural dos pronomes clíticos é depois do verbo, ou seja, em posição enclítica. No artigo da semana passada, todas as frases dos exemplos apresentam os pronomes clíticos de complemento direto depois do verbo, mas deixamos-lhe mais alguns exemplos.

EXEMPLOS:

  1. Ontem, escrevi a minha carta de motivação. > Ontem, escrevi-a.
  2. Emprestei o telemóvel à Júlia. > Emprestei-o à Júlia.
  3. Dei os bombons aos meninos. > Dei-os aos meninos.
  4. Conheceste as filhas da Teresa? > Conheceste-as?

B – Antes do verbo (próclise)

Quando o verbo é precedido de advérbios, conjunções, pronomes indefinidos e interrogativos, preposições e locuções prepositivas, o pronome clítico deve ser também colocado antes do verbo. Atente nos exemplos que se seguem.

EXEMPLOS:

  1. Eu não faço o trabalho de casa. > Eu não o faço.
  2. Quando é que a Ana come a sobremesa? > Quando é que a Ana a come?
  3. Os copos partiram-se porque atirámos os copos ao chão. > Os copos partiram-se porque os atirámos ao chão.
  4. Ele nunca bebe duas cervejas ao almoço. > Ele nunca as bebe ao almoço.
  5. O Filipe estuda para melhorar os seus resultados. > O Filipe estuda para os melhorar.

C – No meio do verbo (mesóclise)

Com os verbos conjugados no futuro do indicativo e no condicional, os pronomes clíticos de complemento direto deverão ser colocados entre o radical do verbo e a terminação que indica o tempo verbal e a pessoa gramatical. O -r do radical deverá ser eliminado e os pronomes clíticos de complemento direto de 3ª pessoa (-o, -a, -os, -as) passam a -lo, -la, -los, -las. Retomemos os exemplos do grupo A, com os verbos conjugados no futuro do indicativo e no condicional.

EXEMPLOS:

  1. Amanhã, escreverei uma carta de motivação. (futuro do indicativo)> Amanhã, escrevê-la-ei.
  2. Emprestaria o telemóvel à Júlia. (condicional) > Emprestá-lo-ia à Júlia.
  3. Darei os bombons aos meninos. (futuro do indicativo) > Dá-los-ei aos meninos.
  4. Conhecerias as filhas da Teresa? (condicional) > Conhecê-las-ias?

Agora que já sabe como colocar corretamente os pronomes clíticos numa frase, realize os exercícios de consolidação de conhecimentos.

Se não quer perder mais dicas, materiais e outros conteúdos exclusivos para aprofundar os seus conhecimentos de português, subscreva a newsletter.

Subscreva a newsletter