Motivação para aprender português: como encontrá-la?

Motivação para aprender português

Nas últimas semanas, temos realizado algumas sondagens no Instagram do Falar Português, com o objetivo de conhecer as dificuldades de quem aprende português.
Ao contrário do que esperávamos, as principais dificuldades identificadas não estão relacionadas com a conjugação de verbos ou com a conversação. O principal problema indicado foi… a falta de motivação para aprender português.
Este problema tem solução e essa solução deve ter em conta um conjunto de fatores, por vezes, pouco (ou nada) evidentes. Por um lado, existem fatores relacionados com a nossa alegria, prazer e vontade de aprender português (motivação intrínseca). Por outro lado, são importantes o ambiente de aprendizagem, as recompensas recebidas (por exemplo, boas notas nas avaliações) e as punições evitadas (motivação extrínseca).

Muitos estudos concluem que a motivação é uma das principais condições para ter sucesso numa língua estrangeira. Por esse motivo, neste artigo, apresentamos algumas dicas para encontrar motivação para aprender português. Leia o artigo e descubra o recurso gratuito que temos para si!

Motivação para aprender português passo a passo

1. Objetivos

Primeiro passo para ter motivação: definir objetivos. Não pode ignorar este primeiro passo! Para manter a motivação, precisa de saber por que razão deseja aprender português, quais os seus objetivos pessoais ou profissionais.

Quer aprender português para viver, durante 2 anos, em Portugal? Deseja aprender português para ganhar uma promoção na sua empresa? Gostaria de aprender português para conquistar a sua alma gémea?

Escreva entre um e três objetivos para aprender português numa folha de papel. Coloque essa folha num local bem visível e olhe para ela todos os dias!
ATENÇÃO: esses objetivos devem ser realistas. Não defina como objetivo falar português como um nativo em 2 meses. Não é possível!

2. Visualização

Já definiu os seus objetivos, mas não consegue imaginar o impacto que a aprendizagem do português terá na sua vida? Então, está na hora de visualizar a concretização dos seus objetivos.

Feche os olhos e imagine como se sentiria ao concretizar os seus objetivos. Como se sentiria a viver em Portugal e a comunicar perfeitamente com os portugueses? Qual seria a sensação de ser promovido(a) na sua empresa por falar fluentemente português? Ficaria feliz por ter conquistado a sua alma gémea, falando-lhe em português?

Abra os olhos e registe na folha de papel do ponto 1. todos os sentimentos positivos associados à concretização dos seus objetivos.

3. Gostos e interesses pessoais

Conhecer bem os seus gostos e interesses é muito importante para escolher a forma como vai aprender português.

Se gosta de conhecer pessoas e interagir com elas e precisa de melhorar a interação e/ou a produção oral e escrita, provavelmente, não será uma boa opção estudar português sozinho(a), a partir de um livro, de um curso online assíncrono ou de aplicações de línguas. Estas opções são melhores para pessoas muito disciplinadas, que gostam de escolher o seu ritmo de aprendizagem e que desejam trabalhar conteúdos muito específicos (por exemplo, conteúdos gramaticais).

Se prefere aprender português em interação com outras pessoas, uma boa opção para si são as aulas de português. A oferta de aulas de português é muito vasta e, por essa razão, deve pensar quais as suas modalidades preferidas: aulas individuais ou em grupo; aulas presenciais ou online.

Depois de escolher a modalidade de aprendizagem de português, aprenda português a partir das suas áreas de interesse. Gosta de música? Oiça e cante músicas em língua portuguesa. É apreciador(a) de cinema? Veja filmes lusófonos! Acompanha a atualidade política? Leia notícias em português sobre esta área e participe em debates em língua portuguesa.

4. Interação com estudantes de português ou falantes nativos

Uma excelente forma de encontrar motivação para aprender português é a interação com outros estudantes de português ou com falantes nativos.

Quando aprendemos uma língua estrangeira, sentimos várias dificuldades e inseguranças. Contactar com pessoas que estão a viver a mesma experiência é uma estratégia importante para partilhar soluções, perceber que as nossas dificuldades são normais e, assim, encontrar a motivação desejada.

Interagir com falantes nativos é também muito motivador, porque lhe permite ouvir o português “real” e ter uma sensação de superação por conseguir que entendam o que diz. Além disso, é uma excelente oportunidade para saber mais sobre a cultura da pessoa com quem fala.

5. Avaliação de progressos

A sensação de superação indicada no ponto 4. é uma importante fonte de motivação. Para conseguir ter essa sensação de superação com maior frequência, deve avaliar os seus progressos.

Se aprender português com um professor, terá consciência dos seus progressos, no fim de cada aula, graças aos comentários do professor. Pelo contrário, se aprender português em autonomia, poderá ser difícil fazer essa avaliação.

No último caso, aconselhamos a realização de atividades com correção automática e com um sistema de pontuação. Esta é a tipologia de alguns questionários sobre conteúdos gramaticais (alguns exemplos aqui).

6. Pedido de ajuda

Esta é uma dica muito importante para quem aprende português sozinho. É uma pessoa muito disciplinada, com muita vontade de aprender português, que contacta com muitos falantes de português, mas sente-se perdido(a)? É normal!

Por vezes, precisamos de ajuda profissional para fazer um diagnóstico das nossas principais dificuldades e criar um plano de trabalho personalizado. Se esse é o seu caso, entre em contacto connosco para receber a nossa ajuda.

7. Organização

Depois de ter um plano de trabalho definido, a chave para o sucesso será… A ORGANIZAÇÃO!

Nas últimas semanas, temos deixado algumas dicas de organização nas nossas páginas de Facebook e de Instagram. Para nós, a principal dica para uma boa organização do seu trabalho é a correta gestão do tempo.

Seja realista! Verifique quanto tempo livre tem durante a semana. Podem ser 30 minutos, 1 hora, 1h30 ou 2 horas… não importa! O que importa é identificar claramente o horário que tem disponível e dedicá-lo à aprendizagem de português. Verá que, se cumprir todas as semanas o horário dedicado a esta atividade, a sua motivação para aprender português será maior.

Para dar um impulso à sua motivação, de uma forma profissional, temos uma OFERTA ESPECIAL PARA SI: a agenda semanal Português em Dia.

Nesta agenda gratuita, encontra 7 tarefas simples, com uma duração média de 15 minutos, e também exemplos de recursos didáticos gratuitos. Clique na imagem para receber a sua agenda grátis!

Não perca as novidades do Falar Português e receba conteúdos exclusivos, subscrevendo a nossa newsletter.